Joey Pang

Hong Honk - China Em 18 de junho 2013 Por Francine Oliveira

Por Francine Oliveira

Joey Pang é a mente por trás do estúdio Tattoo Temple, o maior estúdio de tatuagem e galeria da Ásia. Sete anos depois, cobrando 1.600 dólares a hora e com uma lista de espera em torno de 2 anos, seu sucesso é inquestionável! Muitos clientes - a maioria consistindo em executivos de alto poder aquisitivo - viajam para Hong Kong apenas para fazer uma tatuagem com a artista. A entrevista abaixo é parte de uma matéria publicada no site TattooSnob.com.


Como foi seu passado artístico? E como isso a levou a tatuar?

Eu estive apaixonada por desenho e design desde que era criança. Eu cresci em áreas muito rurais da China e de Hong Kong e não tinha nenhum livro de arte - só desenho qualquer coisa que estivesse a minha volta. A ideia de ser uma tatuadora não estava nem no meu vocabulário e as tatuagens por si só eram vistas como algo para criminosos. Eu trabalhei na indústria de cosméticos antes de ir estudar design. Eu comecei com design gráfico, depois passei para design de moda e, por fim, de interiores. Eu fui para a Nova Zelândia para estudar inglês e enquanto estive lá, vi como as pessoas ostentavam suas tatuagens com orgulho, o que mudou completamente minha visão da arte. A partir dali, foi como se um fogo tivesse se acendido dentro de mim. Eu sabia que eu tinha de me tornar uma artista da tatuagem. Eu viajei para a Tailândia, China, França, Alemanha, Suíça, Estados Unidos e Reino Unido, apenas estudando tatuagem e tipos diferentes de body art.

Eu li que você é uma artista de caligrafia chinesa treinada profissionalmente - a única que é também uma tatuadora. Conte-nos um pouco sobre seu treinamento em caligrafia.

Mesmo que os caracteres chineses sirvam como um método prático de comunicação, a arte da caligrafia chinesa é extremamente complexa. Quase como uma camada escondida por trás da linguagem que usamos diariamente. Diz-se que a caligrafia é a arte mais reveladora da personalidade do artista. O nível de interpretação individual, de movimento e de estilo é o que adiciona vida à escrita. Eu estudo caligrafia desde que era muito nova porque minha mãe amava isso. Ela ainda participa de competições de caligrafia e vai às aulas toda semana. Para mim, são muitos anos treinando com a Associação de Caligrafia de Hong Kong, com muitos professores. A caligrafia, como qualquer arte, é algo que você nunca pode "dominar". Eu ainda treino diariamente e assisto aulas algumas vezes por semana. Quando desenho uma tattoo, eu tipicamente escrevo cada caractere em torno de 100 vezes de acordo com o pedido do cliente de um estilo caligráfico e período da história (cada caractere é escrito de forma diferente, de acordo com o período da história chinesa). Apesar de todos os anos dedicados, tenho certeza que ainda irei assistir aulas até quando for uma velhinha!

Você pode facilmente ser considerada uma das pioneiras em traduzir/transpor as formas da caligrafia tradicional chinesa de uma maneira adequada à tatuagem...

Eu vejo tatuagens de caracteres chineses que simplesmente se parecem com uma fonte de computador ou que fica difícil até de identificar que caractere seria aquele porque as proporções podem estar muito fora/diferentes do que seria certo. Eu li em algum lugar que caracteres chineses mal feitos e erros de tradução são a principal razão por trás da remoção de uma tatuagem! Um das técnicas de tatuagem nas quais eu mais trabalhei é a recriação de linhas pinceladas e do movimento caligráfico genuíno. É algo nunca feito antes. Cada caractere precisa ser adaptado à área em que será colocado no corpo. Aí, se houver uma série de caracteres, toda a cadeia deve ser balanceada individualmente e depois ser escrita novamente como uma tatuagem só. O tempo de preparação é considerável, mas é sempre um prazer ver o resultado. A maioria dos clientes que me procuram para tatuar caligrafia são propriamente os chineses.

Além de caligrafia, você é conhecida por ter se especializado em uma gama variada de estilos asiáticos. O que isso significa, exatamente? Você poderia nos mostrar o que seriam os "estilos asiáticos" de que gosta, talvez explicar as diferenças entre eles para nós, que não conhecemos todos?

"Estilo asiático" é certamente um categoria muito ampla. Algumas das formas mais conhecidas são: caligrafia chinesa, claro, japonês tradicional (como a famosa carpa, ondas, leque e desenhos florais), mitologia chinesa e cenas da natureza (dragões, fênix, aquarela e pintura de paisagens, bambus, árvores, flores), chinês moderno (cenas da natureza e peças abstratas), arte thangka [a arte nepalesa que ficou mais famosa após ter sido exportada para o Tibet] e mitologia asiática (deidades hindus, deidades chinesas, representações arquetípicas). Existem, obviamente, muito mais exemplos de cada estilo, mas essa é a ideia geral!

O desenho japonês geralmente tem mais elementos que o chinês. A abordagem chinesa também valoriza espaços "vazios" ou "em branco" tanto quanto o tema da obra. É muito mais um ato de balancear do que apenas preencher todo o espaço disponível. Obras japonesas tradicionais, como os fechamentos, realmente cobrem partes por inteiro e são adaptadas aos contornos do corpo.
Existem muitos estilos chineses modernos florescendo que oferecem uma nova forma para elementos tradicionais. Coisas específicas como o bambu ou as flores de cerejeira podem ser usadas de novas maneiras dentro da body art. Os dragões são um dos personagens mais flexíveis e individuais.

Cada artista pode realmente criar seu próprio estilo ou impressão do dragão. O livro dos dragões de Filip Leu é um exemplo fantástico de um uso ocidental desses elementos tradicionalmente asiáticos.
Como cada tatuagem é personalizada para o cliente e só usa uma vez, estou sempre sendo testada e forçada a novas direções. Eu adoro o desafio!

Como americano, estou sempre curioso sobre como é estar envolvido com o cenário da tatuagem em locais onde ser tatuado é carregar um peso social tão diferente. Como é viver e trabalhar como tatuadora em Hong Kong?

Tatuagens em Hong Kong são vistas pela maioria dos locais como sendo apenas para gangsters e marinheiros. A maioria dos estúdios de tatuagem estão simplesmente cheios de flashes. Em vários lugares hoje você pode até fumar enquanto se tatua e, não faz muito tempo, você conseguia trocar pacotes de cigarro por uma tatuagem! Ainda não há controle do governo sobre a higiene e a forma de operar dos estúdios de tatuagem, quase como se não fosse um negócio reconhecido e legítimo. A discriminação da tatuagem em Hong Kong está mudando muito lentamente de algo muito duro, como uma prática underground, mas os fins dessa tendência são opostos. Quero dizer que muitos ainda realmente se tatuam como gangsters enquanto outros veem sua arte no corpo como uma coleção valiosa. Claro, eles frequentam estúdios diferentes!

Nós estamos começando a ver mais pessoas com tatuagens, mas ainda há um estigma muito forte anexado à prática. A maioria dos locais com quem conversamos ainda não fazem uma tatuagem visível porque têm medo de como suas famílias podem reagir. Hong Kong também é um enorme eixo turístico e muitos estúdios fornecem ao viajante que chega um "momento permanente".

Eu tatuei chefes de polícia, chefes executivos, médicos, advogados e muitos executivos de poder. No mundo profissional ainda há muito preconceito para com indivíduos com tatuagens visíveis - mais do que há no mundo ocidental. Isso não os impede de fazerem grandes tatuagens, mas tem de ser possível cobrir tudo com um terno. As celebridades ocidentais ajudaram um pouco a tirar a prática das sombras em Hong Kong, fazendo a tinta chegar à esfera pública. Programas como "L.A. Ink" e "Miami Ink" foram muito populares. Reciprocamente, a situação toda pode ajudar as pessoas a escolher seus trabalhos de arte de maneira mais cuidadosa. Como há um estereótipo negativo agregado, as pessoas pensam mais sobre o que realmente querem, planejam e pesquisam por mais tempo e estão satisfeitas em esperar pela obra perfeita. De forma geral, se não é socialmente aceitável simplesmente colecionar qualquer tipo de tatuagem, então há uma chance de que a qualidade do trabalho escolhida pelas pessoas possa aumentar.

Como um todo, estamos num estágio muito inicial da aceitação da tatuagem como uma forma de arte. Hong Kong está, grosseiramente, uma década atrás de muitos países ocidentais no que diz respeito ao entendimento da tatuagem. E nós estamos até vendo muitos bons artistas vindos da China agora que dificilmente o clima social de lá pode ser mais aberto às tatuagens que o de Hong Kong!

Fontes
http://www.tattootatuagem.com.br/estudios/8069/um-templo-da-tatuagem-em-hong-kong/
http://tattootemple.blogspot.com.br/
http://tattootemple.tumblr.com




Galeria de fotos

Avaelie esta entrevista